domingo, 13 de fevereiro de 2011

LINKS

www.babababaababa.com.br
ndakdlakdka
akçdakdmn
kçdandakn

PERFIL

Jorge Ribeiro Fonseca está se graduando em Teologia parapaprararar

quinta-feira, 30 de abril de 2009

Vida ou morte?

ABORTO

Sabemos que o fato de uma criança ser estuprada é um ato terrível e condenável, não podemos aceitar esta situação. A violência é tanto que mal podemos sair de nossas casas, pois não sabemos se vamos voltar, não é verdade!

Como é difícil conviver com tanta violência, crianças sendo abusadas sexualmente muitas vezes até pelo próprio pai isto é inaceitável.

E o que nos deixa mais indignados é que são crianças, inocentes, que nem sabem o que é violência, mas estão sofrendo esta violência. Nós que somos adultos temos que cuidar das nossas crianças, elas serão os futuros pais, temos que proteger cuidar, educar, para que elas também saibam dar bons exemplos de honestidade, fraternidade, respeito, para poderem viver em paz.

Mas então se nós vemos tantas formas de violências contra as crianças , que nem tem como se defender, como será que deveremos agir no caso daquela menina que ficou grávida de gêmeos devido ao estupro de seu padrasto.

Bom primeiro tem que entender o que é aborto, È a eliminação de um feto, ou um bebe do ventre da mulher grávida, o aborto pode ser espontâneo, ou seja, aborto natural ou pode ocorrer de forma voluntária.

Provocar voluntariamente o aborto é matar cruelmente um ser humano, inocente e indefeso.

O aborto voluntário, nega o direito à vida, que é o primeiro de todos os direitos;

Discrimina os seres humanos ao decidir quem é que vai viver;

Reduz o ser humano a objeto descartável;

Desrespeita gravemente a lei de Deus.

Cientificamente a vida começa já na fecundação do espermatozóide com o ovulo, ai já é vida.

Um feto, uma vida inocente, indefesa, necessitada de proteção.

Imagina o sofrimento desta vida sendo abortada.

Existem vários tipos de se fazer aborto. Alguns deles são feitos por sucção, o bebe é dilacerado ainda dentro do ventre materno e depois é sugado para fora, imagina um aspirador o que ele faz com o lixo, assim acontece com o bebe, primeiro é ajuntado, depois aspirado e por ultimo jogado fora dentro de um saco de lixo.

Outro é por salinização o bebe é envenenado com uma substância química muito salgada e o bebe morre por desidratação, imagina a dor e sofrimento desta vida, você já viu alguém morrer de sede, pois é assim que bebe morre.

Na china as mães que não tem dinheiro para poderem pagar o aborto, levam a gestação até ao final e depois que o bebe nasce ele é jogado fora, no lixo ou abandona nas calçadas, o descaso é tanto que as pessoas passam e nem se importão, nem dão importância, para eles isto é normal jogar bebes no lixo, nas calçadas ou em qualquer lugar, a vida é tratada como lixo.

Será que diante de tanta violência devemos agir da mesma forma, será que você tem o direito de matar de tirar a vida de um inocente e indefeso.

"se aceitarmos que uma mãe pode matar sua criança, como poderemos dizer para outras pessoas que não matem uns aos outros?"

Madre Tereza de Calcutá

”antes mesmo de te formar no ventre materno, Eu te conheci, antes que nascesses Eu te consagrei” jr1,5